sexta-feira, 14 de maio de 2010

Planos (X)










"Gilda" de Charles Vidor

Às vezes pergunto-me se ainda se sabe (ou se ainda é possível) representar Sensualidade em Cinema... Ah, Rita, Rita...

2 comentários:

João Gonçalves disse...

Assim? Não, definitivamente.. nem lá perto se chega :)

João Palhares disse...

Despem mulheres a torto e a direito lá em Hollywood e "basta" uma mão a passear pelo braço, a tirar a luva. Ainda assim, sou dos que adora a cena-chave do "Basic instinct" e as da Malèna, também. Os filmes do Rohmer também exalam muita sensualidade e os do Cronenberg abusam - a Sensualidade está viva e recomenda-se... Foi mais por ter acabado de ver o "Gilda" (não achei coisa excepcional) e a Rita. Disse-o no calor do momento, eheheh. Se visse esta cena dizia-o outra vez...