terça-feira, 26 de novembro de 2013




- Tu fartas-te de ler - disse ele. - Já tentaste escrever um livro?

Foi o suficiente. Daí em diante, eu queria ser escritor.

- Estou a escrever um livro neste preciso momento - disse eu.

Ele quis saber que tipo de livro.

- A minha prosa não é para vender - disse-lhe eu. - Eu escrevo para a posteridade.

- Não sabia - disse ele. - O que é que escreves? Contos? Ou ficção normal?

- As duas coisas. Sou ambidestro.

in Estrada para Los Angeles de John Fante


Nenhum comentário: