sexta-feira, 23 de outubro de 2009

"Arena" + "Taking Woodstock" - 2009





Começa "Arena": 

- "Será que estamos na sala errada?"; "Um filme português?"; "Porque é que estamos a ver isto?" - "Porque sim!, é por isso que estamos a ver isto!!"; risos e insultos vários, e no final um explêndido: "se fosse eu a escrever isto..."

Começa "Taking Woodstock":

Silêncio absoluto para o génio (também absoluto) de Ang Lee....

Mas fora tudo isto, é a diferença entre um pequeno GRANDE Filme e um grande pequeno filme (e como é óbvia essa diferença). Aprendi mais sobre pessoas na curta de Salaviza, que tem cinco, do que no desfile de milhares do filme de Ang Lee, que é pobre em todos os sentidos. 

* e detestei aquela dita homenagem ao Grande GRANDE documentário de Michael Wadleigh (falta de ideias é o que dá), e o filme não descola dos Chavões e dos estereótipos. O "Arena" é brilhante: estudo social, da culpa e da violência num mundo em que nada é simples, o nosso. Tudo em 15 minutos...

2 comentários:

Álvaro Martins disse...

Ainda não tive oportunidade de ver nenhum dos dois mas certamente que o Arena me desperta mais curiosidade. E também já desconfiava que esse do Ang Lee fosse uma nódoa.

João disse...

Fora o "Brokeback Mountain", não gosto de mais nada do Ang Lee (e gosto do filme mais pelo elenco do que por outra coisa). E apesar de não achar o "Arena" uma obra-prima, recomendo-o vivamente e acho-o melhor que qualquer filme que o Ang Lee tenha feito (se bem que não tenha ainda visto tudo o que ele fez). O Zhang Yimou é, para mim, muito melhor que o Ang Lee...