sábado, 19 de fevereiro de 2011

Petição (V)


I / II / III / IV

Percebo pouco de política, mas também não quero perceber mais. O resultado da ida ao parlamento foi, realmente, não haver resultado. O que é frustrante porque se estabeleceu desde o início da reunião que há um problema com a actual "programação" da RTP2. (Que continua. Hoje passa-se o "Laço Branco" e o "Persepolis" - coisa sem ligação alguma, excepto talvez serem os dois a preto e branco, não sei). Não se quer é fazer muito para mudar isso, parece.

Penso que em Portugal, e se calhar não só, se confunde muito a crítica com censura. A petição não quer destronar ninguém, a petição aponta certos erros e quer estabelecer um diálogo com a actual direcção da RTP2, não a acha desprovida de bom senso, como é óbvio. Oferece algumas alternativas, estão no blogue. Não discordamos da programação do canal por não gostarmos dos filmes (e a seguir falo por mim), a programação não consegue suscitar (criar) um gosto cinematográfico em alguém (em jovens, principalmente) esgota-se na repetição de constatações perfeitamente escusadas: seja mostrar que só há um retrato da geração "hippie", o "Woodstock", ou que o cinema de Sam Peckinpah se esgota no "Wild Bunch" e no "Pat Garret", etc. Amar o cinema é amar a sua variedade, é prever que há surpresas, é programar de acordo.

Precisamos de 4000 assinaturas para isto ir para plenário. Esperamos chegar lá.

Assinem, por favor.

Nenhum comentário: