segunda-feira, 2 de maio de 2011

O mundo das trevas..



The Yards (1999), de James Gray

6 comentários:

João Raposão disse...

Grande filme que é bastante subvalorizado, a par de Little Odessa.

João Palhares disse...

Esse falta-me ver.. Não tardará muito!

José Rodrigues disse...

concordo ali com o Raposão, pra mim este é o melhor do gajo.

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Depois dos teus posts a enaltecer o filme não me restavam muitas alternativas que não visualiza-lo.

É de fecto um grande filme: uma espéice de ópera associada ao crime urbano. As personagens são fascinantes e enigmáticas, as interpretações poderosas, o argumento é bem estrturado, os motivos visuais são extraordinarias (desde o uso de cores mortas ou cores garridas mas "deslavadas" até à assimetria das formas que compõe a imagem), a banda sonora ajuda a manter o tom trágico que se sente desde o primeiro minuto... etc etc

É um grande filme sim senhor. O Gray dirige muito bem o seu elenco cinco estrelas e usa planos simples mas extremamente eficazes (e bem montados).

Ainda assim, continuo a preferir o We Own the Night, apenas por me parecer mais ousado.

João Palhares disse...

Para já, também o acho o melhor do gray. Ando a tentar ver se escrevo qualquer coisa sobre o filme, mas anda difícil.. E acho-o mais que um grande filme, ainda paira aqui na cabeça. Veio em muito boa altura. É daquelas coisas tão justas e simples que parece que nos vem sempre por acto de revelação. milagres.. O Gray é dos melhores "escritores" do Cinema de hoje. A sucessão de planos, aquela sequência final, enfim...

João Palhares disse...

E, Filipe, já agora, fico contente que tenhas gostado do filme.