sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A decadência do pensamento crítico (II)


Fala-se do valor indiscutível da opinião, como símbolo da Liberdade. Opiniões todos as têm, valem pouco nos dias que correm, sem algo para as validar. A nossa democracia, como qualquer democracia, não pode ser representada pelo simples respeito à opinião, mas pela capacidade que temos em estudar o porquê de cada opinião (porque há opiniões que simplesmente não se podem respeitar, e não vem mal nenhum ao mundo, o Hitler e o Salazar não voltam) e o porquê de coisas destas serem possíveis, hoje em dia. A página do Facebook do Ípsilon é, então, o retrato vivo da nossa democracia, ou o da herança de Salazar? Será o das duas, porventura...

Nenhum comentário: