sexta-feira, 17 de junho de 2011

2ª série dos Planos (XIV)


I / II / III / IV / V / VI / VII / VIII / IX / X / XI / XII / XIII


Uma vez por semana, convido bloggers a escolher um plano e a falar, também, sobre ele. O décimo quarto convidado é o João Lameira, do numa paragem do 28, que escolheu o penúltimo plano desta sequência de La Régle du jeu, de Jean Renoir.




"O que vale um plano no cinema? Como uma frase num texto, o seu valor é medido pelos que ficaram para trás e os que lhe seguirão. Aguenta-se sozinho? Sim, como esta frase que agora escrevo se aguentaria. Só que muito se perderia do seu significado e razão de ser. Para quem vê o cinema como a arte da montagem, é complicado destacar um só plano do todo que é uma sequência, ou seja, é difícil pegar no plano sem arrastar o que o rodeia. (Estou, propositadamente, a deixar de fora os planos-sequência, que, obviamente, são contas de outro rosário, ou outras contas do mesmo rosário.)


Como tal, falo de toda uma sequência para chegar ao plano, que, oportunamente, se encontra no final da mesma. O filme é "La règle du jeu", o único que merece o adjectivo de perfeito, o realizador é Jean Renoir, a sequência é a da caça, o plano já se verá.


Animais e mais animais, coelhos e aves de todos os feitios (que eu jamais saberia nomear) — as presas, antes da caça; monsieurs e madames, aristocratas enfastiados, que já não se levantavam tão cedo faz tempo, preparam as espingardas — os caçadores; os batedores e os cães fazem o trabalho sujo — os serventes. Os actores da comédia incessante reúnem-se, procede-se ao ritual: disparos certeiros, mortes e mais mortes dos coelhos, muitos, e das aves, inomináveis. Puro desporto. Sem mácula…


…Não fosse aquela imagem. Aquela última imagem (a penúltima do vídeo): o coelho apanha a bala e estaca a corrida, mas, ao contrário dos outros planos, a câmara demora-se naquela morte fofa; uma distensão dos músculos, um encolhimento dos membros, como se o bicho se espreguiçasse no conforto da iminente inexistência; o momento da morte, o exacto momento da morte, a vida a esvair-se do corpo felpudo. Aí (em rima com a morte no final do filme), estamos para lá da boa pontaria, da excitação, do jogo." (João Lameira)


O próximo convidado é o Samuel Andrade.


Nenhum comentário: